Discurso de metafísica

Acredito que aquele que meditar sobre a natureza da substância encontrará que toda a natureza do corpo não consiste somente na extensão, isto é, na grandeza, figura e movimento, mas que é preciso necessariamente reconhecer nela algo que tenha relação com as almas e que se chama vulgarmente de forma substancial, se bem que ela em nada modifique os fenômenos, nem tampouco a alma dos animais irracionais, se a tiverem. Pode-se mesmo demonstrar que a noção da grandeza, da figura e do movimento não é tão distinta quanto se imagina, e que ela encerra algo de imaginário e de relativo às nossas percepções, como o são ainda (conquanto bem mais) a cor, o calor e outras qualidades semelhantes, que se pode duvidar se se encontram verdadeiramente na natureza das coisas fora de nós.